domingo, 30 de setembro de 2012

Com mais de 35 mil torcedores, Santa vence Cuiabá/MT por 1x0


Torcida tricolor fez a festa.

Foi sofrido. Foi suado. O placar foi o magro 1x0. Mas os três pontos conquistados pelo Santa Cruz diante do Cuiabá foi importante para que a torcida coral e os próprios jogadores comemorassem muito e respirassem aliviados. Afinal, o Tricolor está de volta ao G4com 19 pontos. O gol da vitória foi marcado aos 27 minutos do segundo tempo, através do artilheiro Dênis Marques. Na próxima rodada, o Santa Cruz vai encarar o Icasa com o desafio de vencer a primeira fora de casa e, assim, se estabelecer no grupo classificatório do Grupo A da Série C.
O Santa Cruz tomou conta do primeiro tempo no duelo contra o Cuiabá. Precisando fazer valer o mando de campo, o Tricolor foi para cima do adversário, com Renatinho jogando no meio de campo ao lado de Leozinho, ambos com a função de criar as jogadas ofensivas. Tiago Costa foi escalado na lateral, aparecendo como boa opção ofensiva. Dênis Marques e Fabrício Ceará se movimentaram bem. Buscaram o jogo. No entanto, o Santa Cruz pecou na troca de passes e nas finalizações.

Logo aos dois minutos, Diogo avançou pela direita e ganhou escanteio. Na cobrança, Vágner subiu sozinho e cabeceou forte. A bola foi para fora. O lance foi o cartão de apresentação do Santa Cruz. Desde os primeiros minutos o Tricolor tomou a iniciativa do jogo. Mas até os 20 minutos, a equipe errava ao não trabalhar melhor a bola no meio de campo. Os lances surgiam em ligações diretas da defesa para o ataque.

Aos 16 minutos, Renatinho recebeu a bola no meio de campo, percebeu o goleiro adiantado e chutou no alto. Gatti conseguiu se posicionar melhor para fazer uma grande defesa.  Depois do lance, a defesa do Cuiabá ajustou melhor a defesa e deu mais trabalho ao Santa Cruz.

O Tricolor, então, resolveu valorizar a posse de bola, tocando mais e esperando o Cuiabá sair para o jogo. Assim, aos 36 minutos, o time adversário resolveu investir no ataque e tomou a resposta em velocidade. Aos 38 minutos, Dênis Marques avança, tabela com Fabrício Ceará e entra na área. O artilheiro é puxado pelo zagueiro na área e, mesmo caído, chuta. Gatti faz bela defesa. Mas o árbitro errou ao não assinalar pênati para o Santa Cruz.

Ao final do primeiro tempo, jogadores do Santa Cruz e do Cuiabá foram para cima da arbitragem para fazer o protesto.

Na segunda etapa, o time do Cuiabá ficou mais ajustado em campo. A equipe marcou de perto as principais peças do Santa Cruz e conseguiu ter a posse de bola.

Mas o jogo ficou feio. Como o Santa Cruz teve dificuldades para sair dessa marcação imposta pelo adversário, pouco criou chances de gols. Por outro lado, o Cuiabá tinha a posse de bola, mas não sabia o que fazer com ela. Não tinha objetividade e, assim, o jogo  ficou feio.

Aos 13 minutos, o Santa Cruz teve uma boa chance, quando Diogo cobrou escanteio e o goleiro Gatti falhou. A bola sobrou para Fabrício Ceará, que, de bicicleta, mandou para fora.

Depois do lance, o Tricolor voltou a não ter mobilidade para sair da marcação. Mas aos 27 minutos, Chicão faz  um belo lançamento para Renatinho, que, na raça, vai à linha de fundo e cruza. O zagueiro Natanael falhou e a bola sobrou para Dênis Marques, de cara para o gol, mandar para as redes.

O gol deu ânimo ao time coral, que voltou a dominar as ações da partida. A equipe imprimiu mais velocidade e foi para cima do adversário. Com a entrada de Luciano Henrique na vaga de Fabrício Ceará, o Santa Cruz passou a ter mais velocidade no meio de campo.
Naquele momento, o Cuiabá não teve mais o mesmo ímpeto do início do segundo tempo. O Santa Cruz conseguiu ter a posse de bola e trabalhar mais o jogo. O goleiro Gatti passou a ser a  figura do jogo, fazendo duas boas defesas. A chance mais clara aconteceu aos 42 minutos, quando Dênis Marques tocou, de calcanhar, para Chicão, que invadiu a área, ficou de cara para o gol e chutou para fora.  E o jogo terminou mesmo 1x0, para a alegria dos mais de 35 mil torcedores.
FONTE DA MATÉRIA: Blog do Torcedor.
Publicado por Daniel Leandro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário